terça-feira, 22 de março de 2011

Água nossa de cada dia



A água, bem essencial à vida, está hoje no centro do debate, como deveria estar todos os dias. Este ano, o Dia Mundial da Água pretende centrar a atenção internacional sobre o impacto do rápido crescimento da população urbana, a industrialização e a incerteza causada pelas mudanças climáticas, os conflitos e os desastres naturais sobre os sistemas urbanos de abastecimento de água.


Muitos pensarão que as reservas de água são inesgotáveis: mares, lagos, rios e outras fontes cobrem grande parte da superfície do planeta. No entanto , apenas 2,5 por cento desses recursos são compostos por água potável. E essas reservas escasseiam a toda a velocidade, seja através do consumo desenfreado - consequência do aumento da população – , seja devido à poluição. Poupar e preservar são duas palavras-chave que farão toda a diferença no futuro. Está lançado o desafio de todos participarem, de forma activa, na gestão das águas urbanas. Para que, um dia, não seja demasiado tarde.


(respigando Diário As Beiras.pt). Foto: Rio Sardoura de M. Rocha





segunda-feira, 21 de março de 2011

21 de Março - Dia da Árvore e 2011 - Dia Internacional das Florestas


Hoje é o dia da árvore. Pede-se neste dia um pequeno gesto de cada um no sentido da sua valorização e preservação.
Também neste ano temos a oportunidade de pensar na importância das nossas florestas e de contribuirmos para uma atitude de respeito e protecção das árvores.
Na ADEP recolhemos papel, de alguns associados e amigos, que encaminhamos para reciclagem. Com esse gesto estamos a evitar o abate de 30 árvores por ano, mas esse número pode aumentar e depende apenas de si ... sabia ? (para colaborar 255 689 486)

sábado, 19 de março de 2011

IV - Em homenagem às nossas árvores ...e artesãos do seu lenho !



A foto documento apenas um dos tipos de cestaria fina que há poucos anos ainda eram confeccionados em Boure, Sardoura, pelo sr. Francisco e irmãos, pelos nossos mestres cesteiros. Desde a nossa juventude que retivemos na memória a beleza do desenho e da cor e a criatividade postas na feitura e decoração de peças como, açafates, cestos e "condessas".Um adereço muito presente nos cortejos de oferendas dos anos 50/60.
O vime, árvore existente na região, é a matéria prima por excelência ainda que outros materiais pudesssem também ser usados pelos nossos artesãos que os sabiam encontrar na natureza desde longa data.
O vime sendo um material leve e resistente foi usado na construção dos primeiros aviões e balões e na Madeira é o suporte de importante indústria artesanal de mobiliário.
Por cá ainda é possível ver peças destas no espaço Primeiras Artes na ADEP. Também similares e destinados a tarefas agrícolas, foram expressamente construidos por José Coelho, um "naço" e uma sebe ou caniça, igualmente em vime, o primeiro para servir de galinheiro e a segunda para ser usada no carro de bois, como forma de melhor acondicionar a carga.





escreveu Martinho Rocha

OBRAS JUNTO À PIAS DOS MOUROS


O QUE DIZ O IGESPAR ?

Em resposta às preocupações levadas pela ADEP àquele organismo da Administração Central, veio como resposta uma cópia da carta enviada à nossa Câmara Municipal de que se transcreve o que se nos afigura mais relevante para o caso e orientação em situações futuras ...

"venho (...) solicitar que, anteriormente ao licenciamento de qualquer operação urbanística, nas proximidades de um sítio ou monumento arqueológico, o projecto fosse enviado para análise da entidade da tutela.
(...) No n.º 1 do art.º 79.º ( da Lei n.º 107/2001 de 8 de Setembro) estatui-se que (...) deverá ser tida em conta, na elaboração dos instrumentos de planeamento territorial, o salvamento da informação arqueológica contida no solo e no subsolo dos aglomerados urbanos (...)".

sexta-feira, 18 de março de 2011

Dia Nacional dos Moinhos Abertos - Dias 7, 9 e 10 - Programa conjunto na página anexa

Moinhos do Cabril - S. Martinho, do Parque das Tílias - ADEP, de Santa Iria - Real e da Troia - Sardoura, são os moinhos da região que este ano vão estar abertos !

sábado, 12 de março de 2011

III . Em homenagem às nossas árvores...e aos artesãos do seu lenho !





Hoje falamos do esparto. Não é uma árvore mas uma planta que, como o linho, é uma fibra natural cuja utilização é amiga do ambiente, porque biodegradável.


Destas e de outras fibras se ocupou o Parque Biológico de Gaia que em 2009 realizou um conjunto de iniciativas, entre as quais uma exposição para assinalar o Ano Internacional das Fibras Naturais em parceria com a ADEP e a edição do Manual do Cultivo e Confecção do Linho, obra do nosso associado Domingos Quintas Moreira.


O esparto é originária dos paises do Mediterrãneo e é materia prima de inúmeros utilitários como cordas, cestas, esteiras, calçado, etc. e também aqui no Norte, se aprendeu a trabalhar e a usar a suas potencialidades. Em Sardoura tivemos ainda a oportunidade de conhecer duas artesãs que trabalhavam o esparto produzindo capachos, de que a foto é exemplo, para os nossos lagares de azeite. A sua qualidade de fabrico foi ao nível de despertar muita procura desde regiões limitrofes e longínquas segundo nos garantiram.


Os ensinamentos da senhora "Rita Ceireira" permitiram-nos, com esparto adquirido no Algarve, participar na 1.ª edição da Viagem Medieval de Terras Santa Maria, na Feira em 1996. (A história desta e de outras participações que garante à ADEP o estatuto de mercador/fundador deste evento, dos apoios e da experiência que precedeu a nossa feira do séc. XIX, falaremos um dia).






escreveu Martinho Rocha

domingo, 6 de março de 2011

II - Em homenagem às nossas árvores ...e artesãos do seu lenho !

O Carpinteiro Agostinho de Guivães foi quem construiu o novo penado que vemos na foto anexa e que foi instalado no moinho da Troia. O penado é uma construção feita em madeira verde de pinho (as penas) e carvalho (o eixo), destinada a fazer mover o moinho, aproveitando a força motriz da água.

sábado, 5 de março de 2011

Moinho da Troia também adere !


Este ano uma vez mais a ADEP e a ADRS (Assoc. Defesa Rio Sardoura) vão dinamizar no concelho o dia dos moinhos abertos, porporcionando visitas e organizando encontros e outras iniciativas para envolver todos os participantes.

Brevemente será divulgado o programa conjunto que incluirá uma caminhada ao moinho de Santa Iria - Real e visitas aos da Troia(perto de Gramão) e Cabril (viveiro das Trutas), ambos no Rio Sardoura cuja abertura estará assegurada pelos seus "zeladores", nos dias 7, 9 e 10 de Abril.

Paralelamente no Parque das Tílias, além de outras iniciativas vai ser possível apreciar as papas, a broa e o bolo de farinha de milho e visitar (as atafonas) o moinho de Linho e da Azeitona com respectivo Lagar instaladas na Casa dos Engenhos Dr. Justino Strecht Ribeiro.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Formação a jovens com baixa escolaridade

Estão abertas as últimas vagas para inscrição em curso de formação de Cabeleireiro Unisexo, a funcionar na sede da ADEP, para jovens dos 15 aos 22 anos, com acesso ao 9.º ano de escolaridade. Tem direito a bolsa, transporte e outras regalias financeiras, total 292 euros mensais, mais a creche ou jardim, se aplicável. Contactos: ADEP e Competir,