terça-feira, 21 de maio de 2019

OTL para jovens no Parque das Tílias em junho

https://www.juventude.gov.pt/Eventos/VoluntariadoJovem/Paginas/VoluntariadoJovem-Natureza-Florestas-inscricoes-Jovens.aspx

O IPDJ aprovou candidatura da ADEP ao programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas, para o Parque das Tílias, durante o mês de junho. A atividade visa promover práticas de voluntariado juvenil (mais de 18 anos) no âmbito da preservação da natureza, florestas e respetivos ecossistemas, através da sensibilização das populações em geral, bem como da prevenção contra os incêndios florestais e outras catástrofes com impacto ambiental, da monitorização e recuperação de territórios afetados.

O Parque e as suas valências, como o viveiros, a arqueologia e os fósseis e eventos são também algumas das oportunidades que os quatro  jovens candidatos, durante 15 dias/5 horas por dia,  terão para se aplicar nas  lides associativas e da cultura paivense.

https://www.juventude.gov.pt/Eventos/VoluntariadoJovem/Paginas/VoluntariadoJovem-Natureza-Florestas-inscricoes-Jovens.aspx
Até 05 dias antes da data de início de cada projeto.
VOLUNTARIADO JOVEMData: 21-05-2019 a 31-10-2019Agenda: NacionalLocal: Todo o paísPromotor: IPDJContactos: Linha da Juventude | 800 20 30 50
Descrição
Queres ocupar o teu tempo livre nas férias de verão, tens gosto por atividades ao ar livre e preocupas-te com questões ambientais?
Está a decorrer o período de inscrições para jovens voluntários no âmbito do Programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas.
Podem inscrever-se jovens dos 18 e os 30 anos (inclusive).
| Como te podes inscrever |
A inscrição nestas atividades de voluntariado implica:
•         Registo na Plataforma https://programas.juventude.gov.pt;
•         Preenchimento dos dados de perfil.
Após estes dois primeiros passos, deves :
•         Fazer o teu o login;
•         Verificar na área pessoal quais os projetos disponíveis;
•         Realizar a inscrição.
Prazo de inscrição:
•         Até 05 dias antes da data de início de cada projeto.
Obrigado pela tua colaboração!
|Contactos| 
Em caso de dúvidas, contacta:

  • Linha da Juventude | 800 20 30 50
  • Serviço do IPDJ da tua área de residência/Região, caso se trate de assuntos ligados ao projeto de voluntariado em que te queres inscrever, ou outros.


domingo, 19 de maio de 2019

Hoje é o Dia das Letras Galegas!

Não é de hoje a nossa ligação à Galiza.
E os caminhos de Santiago hoje muito percorridos são um desses testemunhos. Também estão entre os nossos antepassados os autores dos primeiros escritos em português.

"O documento literario máis antigo dos coñecidos na actualidade é a cantiga satirica "Ora faz ost'o senhor de Navarra" de Joam Soares de Pavia, escrita contra o ano 1200. Dos comezos do século XIII datan os primeiros documentos non literarios en galego, a Noticia de Torto (1211) e o Testamento de Afonso II de Portugal (1214), mostras da prosa tabeliónica medieval."
http://diadasletrasgalegas.galiciadigital.com/.../nacemento

No âmbito das suas actividades a ADEP promoveu a publicação da obra de Mário Gonçalves Pereira "Sobrado de Paiva Medieval", onde vamos encontrar esses autores na árvore genealógica de Paivas e Bulhões, ascendentes de Santo António.


sábado, 18 de maio de 2019

Federação Portuguesa do Caminho de Santiago: ADEP - Castelo de Paiva é membro fundador!


Nasceu ontem, 17 de maio de 2019, a Federação dos Caminhos de Santiago, e o acto constitutivo integrou como membros fundadores 30 Câmaras Municipais e 9 associações, entre elas a ADEP - Castelo de Paiva. Apadrinhou o ato o Presidente da Federação Europeia do Caminho de Santiago, Jean Benoit Girodet.

Federação tem por objeto a promoção, divulgação, organização e gestão dos Caminhos de Santiago em território nacional e ainda: I -  Ser um fórum de reflexão e debate para o desenvolvimento de produtos e serviços adequados às crescentes necessidades dos seus membros e de outros parceiros públicos e privados, individuais e coletivos, interessados na temática dos Caminhos de Santiago; II -  Promover atividades que se destinem a facilitar a realização do seu objeto, podendo para o efeito intervir diretamente junto dos órgãos governamentais decisores, estabelecer protocolos de cooperação com outras Associações ou organizações credíveis e com interesses afins, constituir empresas ou ligar-se a outras já existentes, sob qualquer forma de associação legalmente possível, desde que relacionadas com a temática do Caminho de Santiago; ainda III - Promover candidaturas a Fundos Europeus ou a outros fundos Nacionais ou Internacionais, que prevejam a concretização das acções previstas nos presentes Estatutos ou no Regulamento.


P.S.



"Nos últimos dias, fomos surpreendidos por publicações na rede social facebook, em vários grupos dedicados ao caminho de Santiago, em que se publicou a imagem do pergaminho oferecido pelo município de Vila Pouca de Aguiar aos membros fundadores da FPCS, acompanhado de comentários muito depreciativos, até insultuosos, criticando o mau serviço prestado aos peregrinos com a publicação deste mapa, que teria, segundo o autor, os caminhos mal marcados e só previa uma passagem até Santiago, em Chaves. 

A Srª Vice-Presidente, Drª Ana Rita Dias, esclareceu o seguinte:
1)      O documento apresentado não é um mapa, conforme se pode verificar no título, é uma listagem dos membros fundadores da FPCS, e não pretende ter qualquer carácter geográfico ou orientador.
2)      Não existe, nem pode existir, um mapa de caminhos certificados em Portugal, uma vez que a legislação para essa certificação saiu há menos de um mês e como tal não há nenhum caminho certificado em Portugal - a não ser o CPIS, como Rota Cultural Europeia.
3)      O documento não se destinou a distribuição pública, muito menos a peregrinos, uma vez que foi uma edição limitada, em suporte de papel, apenas distribuída no ato formal de criação.

Agradecemos que estes esclarecimentos sejam replicados, caso as várias entidades recebam algum pedido de informação nesse sentido."




domingo, 12 de maio de 2019

10 de junho / feriado: Mercado das Coisas Perdidas / Festa da Freguesia !



imagem antiga cuja utilização agradecemos

A ADEP, vai organizar no Parque das Tílias, dia 10 de junho / feriado -  integrada na Festa da freguesia de Sobrado e Bairros - um mercado de coisas perdidas. O conceito é dar uma segunda oportunidade aos objectos e coisas que temos e já não não nos satisfazem ou já não gostamos, mas que podem ser úteis a outras pessoas; podemos vendê-las, dá-las aos necessitados, trocá-las, em vez de deitarmos tudo ao lixo. Tudo tem lugar no mercado, desde peças de colecção, de vestuário, mobiliário, brinquedos, artesanato, livros, quadros, cd´s, pc´s bicicletas, etc. etc.
Estamos a convidá-lo a participar e a passar palavra aos amigos e companheiros de iniciativas congéneres.
Como é a primeira vez vamos sortear alguns prémios/lembranças porque vamos tentar replicar o evento mensalmente, pelo menos de junho a setembro.
Contamos consigo e com a sua divulgação!

quarta-feira, 1 de maio de 2019

NOPLANETB : Nova Vida para o Pejão Velho!


Foi assinado o contrato de apoio financeiro europeu no âmbito do programa NOPLANETB, entre a ADEP - Castelo de Paiva e a AMI - Fundação  de Assistência Médica Internacional, integrado nas Estratégias de benefício mútuo e pequenas ações para grandes impactos nas alterações climáticas, que nos possibilitará implantar um percurso pedestre (entre as primeiras Minas do Pejão e o Fojo), que no futuro traga visitantes; valorizar a região em termos ambientais e patrimoniais e manter alerta permanente para as questões ambientais e climáticas, entre outros.

                                        Cavalete da extração no Fojo

                          Lixos em Paraduça, sitio das primeiras Minas








Este projeto é cofinanciado pela União Europeia e pelo Camões, I.P., no âmbito do projeto NOPLANETB - AMI
“Este documento foi produzido com o apoio financeiro da União Europeia. O Conteúdo deste documento é da Exclusiva responsabilidade da ADEP – Castelo de Paiva; e não pode, em circunstância alguma, ser considerado como refletindo a posição da União Europeia”