sábado, 25 de junho de 2011

Leva-o ao rio, leva-o ao rio. Depois à montanha, Depois à montanha.


"(...) Depois de curtido, o linho é levantado e lavado às camadas, conforme se pôs a demolhar, deixando-se a escorrer durante algum tempo. Posteriormente leva-se ao estendedouro (terreno seco e inclinado de preferência num monte) onde é aberto e posto a secar durante mais ou menos oito dias.
No estendedouro, costuma fazer-se uma cruz com duas manchinas do mesmo linho para o livrar das tempestades e do mau-olhado.
Apesar do povo dizer que ele "deve apanhar nove orvalhos" isso não corresponde à verdade. Que fique a secar nove noites, muito bem. Mas que apanhe orvalho não; pois fica escuro. (...)"
Esta é mais uma das fases da confecção do linho. Para saber mais ler, "Manual do Cultivo e confecção do Linho" de Domingos Quintas Moreira.

Sem comentários: