sábado, 15 de abril de 2017

Caminhos de Fátima e Santiago em Castelo de Paiva





A ADEP - Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico-Cultural de Castelo de Paiva, atenta a estes caminhos e percursos por onde se movimentavam e movimentam as pessoas, que considera já históricos, entendeu associar-se às comemorações do Centenário de Fátima e fez implantar, nos trajectos principais, sinalética adequada à melhor orientação dos peregrinos, dentro do concelho de Castelo de Paiva.
Criou assim um caminho principal sinalizado, que é a linha dorsal, entre a ponte Hintze Ribeiro, sobre o rio Douro e a Ponte do Arda, o qual agrega outros caminhos transversais.
De igual modo criou sinalética para o Caminho de Santiago de Compostela desde a Ponte do Arda até à ponte Hintze Ribeiro (actual caminho, porque antes da ponte seria em direcção ao Castelo/foz do Paiva), este em parte comum com o caminho de Fátima, e que passa pelo centro, em Sobrado, onde os peregrinos de Santiago poderão ter acesso a serviços diversos, tais como: WC, Bancos, restaurantes e cafeteria, mercado, combustíveis, CTT, Loja de Turismo, Igreja (eventualmente passaporte do peregrino), etc.
Algumas imagens dão-nos indicação da sinalética utilizada.


Este trabalho visou proporcionar a todos os peregrinos uma melhor orientação nos caminhos e maior informação, que será complementada com desdobrável a distribuir pela maior parte dos peregrinos durante a última semana de Abril e primeiras semanas de Maio.
Por outro lado este trabalho serve de ênfase a que outros concelhos vizinhos possam contribuir, proximamente, com a criação de trajectos similares, em suas terras de jurisdição, na esperança que o caminho de santiago chegue até Guimarães, onde parece existir aí um ponto de partida, via Braga, para Santiago de Compostela.
A ADEP contou com a prestimosa colaboração da Câmara Municipal na feitura e instalação da sinalética e com as juntas de freguesia na confecção dos desdobráveis.

Anteriormente a ADEP elaborou o calendário de parede para 2017 com as imagens mapeadas dos caminhos e distâncias entre povoações.
Futuramente espera vir a sugerir a instalação de uma casa para peregrinos, (albergue) numa das casas da Malta do Pejão-Paraíso.

ADEP – Castelo de Paiva, 13 de Abril de 2017

Mário Gonçalves Pereira 

Sem comentários: