terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

CORVITE: Pias dos Mouros. Pedras que falam !

Pinho Leal nas suas andanças por Paiva foi pródigo nos relatos de lendas e referências à nossa geografia, o mesmo é dizer aos nossos rios, montes, penedos, antas, mamoas e pessoas.
Ficamos a desejar que as pedras falassem tamanha é a distância a que estamos hoje da realidade encontrada ainda por Pinho Leal em meados do século XIX.
Sobre o Monte de Corvite, disse: "N'este monte há vários calhaos, esphericos e oblongos, do volume de grandes toneis, tendo cinco deles sepulturas muito bem abertas a picão, no cimo dos calhaos (...) Era incontestavelmente um almocabar (cemitério) mourisco.
Aqui appareceram, em 1859, moedas antiquíssimas (...) eram árabes.
Eram muito mais sepulturas, mas têem sido destruídas, para se quebrar a pedra, para edificar".


Muitas tem sido as diligências, exposições, denúncias e pedidos, endereçados às mais variadas instituições, no sentido de acautelar previamente obras e terraplanagens nas imediações de monumentos e vestígios, mas neste andar...(da lista onde já consta o Penedo Cão, Penedo de El Rei Garcia, Anta? do Vale da Rua, Necrópole de S. Pedro, nem um sussurro...)

Sem comentários: